• Sintonia

Unicamp e DeepMind oferecem bolsas para projetos de Inteligência Artificial

Autor Cristiane Kampf | Comunicação FCA

Fotos Divulgação Pixabay

Edição de imagem Renan Garcia

Fonte Portal Unicamp


A empresa britânica DeepMind irá oferecer até três (03) bolsas de mestrado na Unicamp destinadas a grupos sociais sub-representados na área de aprendizado de máquina. Nesta primeira edição, o DeepMind Scholarship Programme contemplará estudantes já admitidos em algum dos programas de pós-graduação relacionados, veja a seguir.

O convênio foi firmado em dezembro de 2020 sob a liderança dos Professores Henrique Sá Earp, do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC), e Cristiano Torezzan e Leonardo Tomazeli Duarte, da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). A DeepMind atualmente oferece bolsas em universidades estrangeiras como Cambridge, Oxford, Imperial College, Queen Mary University of London (Reino Unido) e Universidad de Los Andes (Colombia), e a Unicamp é a única participante brasileira no programa. Este é também o primeiro ano em que as bolsas DeepMind são oferecidas na América Latina. Cada bolsa tem duração (máxima) de dois (02) anos e totaliza USD 17.685,00 (dólares americanos), compostos pelo estipêndio pago ao estudante (USD 7.000/ano) e uma reserva técnica para participação em conferências acadêmicas (USD 2.185) e aquisição de equipamentos (USD 1.500).

A seleção será orientada à diversidade étnico-racial e de gênero na área de inteligência artificial (IA). As bolsas DeepMind têm o objetivo de construir uma comunidade de IA mais forte e inclusiva, capaz de trazer uma ampla variedade de experiências para a ciência da computação. As bolsas proporcionam apoio financeiro para estudantes provenientes de grupos sociais sub-representados que almejam desenvolver seus estudos em IA e áreas afins.

Serão elegíveis estudantes regulares de mestrado que ingressaram no segundo semestre letivo de 2020, ou que já foram aprovados para ingresso no primeiro semestre letivo de 2021, em programas de pós-graduação que contam com participação de pesquisadores das seguintes unidades: Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (CEPAGRI), Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE), Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA), Faculdade de Ciências Médicas (FCM), Faculdade de Engenharia Agrícola (FEAGRI), Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação (FEEC), Faculdade de Tecnologia (FT), Instituto de Computação (IC), Instituto de Economia (IE), Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW) e Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC). Os projetos deverão necessariamente abordar tópicos em inteligência artificial ou aprendizado de máquina e serão orientados ou co-orientados por membros da iniciativa BI0S-Brazilian Institute of Data Science, sediada na Unicamp.

Acesse a chamada para candidaturas às bolsas.

A Comissão de Averiguação da Comissão Assessora de Diversidade Étnico-Racial (CADER) da DeDH-Unicamp auxiliará no procedimento de heteroidentificação.

Um esforço ativo de diversidade é urgente na área de inteligência artificial. Algoritmos que sistematizam decisões humanas devem ser desenvolvidos a partir de uma visão de mundo plural, e ainda mais em sociedades estruturalmente desiguais como a brasileira”, diz o Professor Henrique Sá Earp.

Os professores responsáveis também destacam que, frente à atual escassez de bolsas de mestrado, o convênio soma esforços para a retenção de estudantes aprovados em processos seletivos recentes, cuja matrícula está prevista para o período de 8 e 10 de fevereiro.

"Estamos encantados por trazer o programa de bolsas de estudo DeepMind para a América Latina pela primeira vez este ano, com parcerias no Brasil e na Colômbia. A nossa esperança é que estas bolsas de estudo tragam maior representação geográfica para a comunidade de IA, para que esta tecnologia possa verdadeiramente beneficiar a todos. Os acadêmicos selecionados receberão financiamento para seus estudos e tutoria da DeepMind, tornando-se parte de um grupo internacional de acadêmicos que se estende do Brasil à Bulgária", afirmou Obum Ekeke, líder de parcerias educativas da empresa.

Sobre a empresa DeepMind

DeepMind é uma empresa formada por um time multidisciplinar de cientistas, engenheiros, especialistas em aprendizado de máquina, entre outros, que trabalham juntos para investigar e construir sistemas seguros de IA, os quais aprendem a resolver problemas e a fazer avançar a descoberta científica para todos.

Mais conhecida por desenvolver o AlphaGo, primeiro programa a vencer um campeão mundial no complexo jogo de Go, a DeepMind publicou mais de 1000 artigos científicos - incluindo mais de uma dúzia nas revistas científicas Nature e Science - e alcançou resultados revolucionários em muitas esferas desafiantes da IA, desde StarCraft II até o enovelamento de proteínas.

A empresa foi fundada em Londres em 2010, e juntou forças com o Google em 2014 para acelerar o seu trabalho. Desde então, a sua comunidade expandiu-se para incluir equipes em Alberta, Montreal, Paris, e Mountain View na Califórnia.

Imagem de capa

1 visualização0 comentário
  • Sintonia Universitária
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Sintonia Universitária

Portal de Notícias | A Sintonia | Contato

Sintonia Universitária©℗®™ todos os direitos reservados 2021

Sintonia Universitária Logo.gif

Inspirando Atitudes

banner_usp_vida_interna.jpg