• Sintonia

Curso de Medicina da Unesc comemora 20 anos dedicados à vida

Mais bem conceituado curso do Sul de Santa Catarina, foi avaliado com nota máxima pelo Ministério da Educação em dezembro 2019


Fonte Assessoria de Imprensa Unesc


São 20 anos de curso de Medicina na Unesc, uma formação comprometida com a vida. Respeito, humanidade e excelência são aspectos que norteiam a graduação desde 2000. Mas essa história começou alguns anos antes. Foi em 1998, por decisão do Conselho Universitário (CONSU), quando nasceu a ideia de implantação da graduação em Medicina. Em 2020, o que foi uma ideia se tornou o mais bem conceituado curso do Sul de Santa Catarina, avaliado com nota máxima pelo MEC (Ministério da Educação) em dezembro 2019.


Toda essa rica história teve início com o propósito de revolucionar o ensino da área e elevar o padrão da Medicina no Sul de Santa Catarina, propondo uma atuação mais próxima da comunidade, humanizada e acessível. Assim, no primeiro semestre de 2000, iniciaram as aulas da primeira turma do curso de Medicina da Unesc. “O resultado deste trabalho, construído até aqui, são conquistas e desafios superados. Mais de mil médicos formados pela nossa Unesc, e que hoje entregam à sociedade a dedicação e o respeito para preservação da vida e de suas qualidades”, evidenciou a reitora, Luciane Bisognin Ceretta.


Entre estes mais de mil médicos formados está a professora Kelen Cancelier Recco, egressa da segunda turma do curso. Formada na graduação em 2006, buscou seguir seus estudos, se especializou e também conquistou o mestrado. Seu caminho reencontrou o do curso logo depois. “Além da minha formação profissional, faço mestrado na Unesc. Posso dizer que o curso de Medicina abriu muitas portas. Passei, como aluna, por todas as alegrias e incertezas de um curso novo. Hoje volto como professora e percebo que é uma graduação consolidada no país. É uma alegria enorme ver que o curso evoluiu muito ao longo destes 20 anos”, destacou. 


Como estudante, Kelen viu momentos marcantes da história. Logo em 2002 o curso de Medicina teve sua primeira conquista: passou a funcionar em prédio próprio, o Bloco S, com amplas salas de aula e laboratórios específicos. Os ambulatórios no prédio das Clínicas Integradas também foram adequados para o uso do curso e começaram a funcionar em março de 2004.


A coordenadora, Maria Inês da Rosa, conta que desde sua implantação a Medicina na Unesc tem suas fortalezas, colocando-as como base para formar profissionais de excelência. “Metodologias ativas, inserção na atenção primária desde o primeiro ano, curricularização da extensão, medicina baseada em evidências, atenção às demandas locais, tecnologia, atuação estudantil e continuidade à busca do conhecimento por meio das nove residências médicas e outros aspéctos colocaram o curso no seleto grupo das dez escolas médicas a receberem o certificado de acreditação do SAEME (Sistema de Acreditação de Escolas Médicas), uma ação conjunta do CFM (Conselho Federal de Medicina) e Abem (Associação Brasileira de Educação Médica) celebrada na Unesc em 2016”, evidenciou.


A excelência apresentada pela coordenadora era o sonho do estudante Donizete da Rosa Junior. Ele passou no vestibular em 2015 e enfrenta na graduação um dos momento mais desafiadores para a profissão que escolheu. Apesar de tudo, o aluno acredita que sairá fortalecido e com uma experiência universitária enriquecida. “Não esperava passar por um momento tão difícil como o que a gente está vivendo. Mas acredito que isso acabou enriquecendo ainda mais minha formação como médico. A gente estuda em uma Universidade de qualidade, e em um curso que tem uma história e qualidade de mercado reconhecida em todo o Brasil”, pontuou.



O estudante é a representação de que a história da Medicina na Unesc segue sendo escrita, e nos últimos anos conquistas que ficaram como legado foram realizadas. Em 2020 os estudantes podem usufruir de novos laboratórios, espaços localizados em hospitais da região para prática e acompanhamento, novas configurações de formação e aguardam a construção de um novo prédio, com uma nova ampliação dos laboratórios, centro de pequenas cirurgias, salas de aulas equipadas pontualmente para a área e muitos outros espaços.


Entrega à sociedade brasileira 


Ao completar duas décadas, o curso de Medicina da Unesc vem formando profissionais de excelência e garantindo 100% de empregabilidade aos seus concluintes. Foram formadas 29 turmas com um total de 1.021 médicos, inseridos no setor de saúde de Santa Catarina e outros estados brasileiros, contribuindo substancialmente com a saúde pública e privada do país.  


Para garantir um aprendizado, o processo de ensino e aprendizagem envolve 204 professores, todos com titulação em diferentes especialidades. São docentes especialistas, mestres, doutores e pesquisadores com experiência no Brasil e no exterior, como na UT Health Medical School no Texas, Harvard, e no Instituto Pasteur, na França.


Os acadêmicos e docentes encontram uma estrutura de referência e possibilidades com espaços projetados para viverem experiências práticas de alto realismo e qualidade. Os laboratórios de anatomia, fisiologia, microbiologia, farmacologia e habilidades médicas são reconhecidos em todas avaliações externas pelas quais o curso frequentemente passa. Ainda assim, a presidente do Centro Acadêmico de Medicina, Ariele Rocha Casagrande, chama atenção para mais um elemento que torna a Universidade um lugar tão especial: o crescimento como pessoa. “O crescimento como ser humano é desde de a primeira fase. A gente acaba tendo que amadurecer muito para lidar com todas as coisas. Querendo ou não o aluno cria uma família aqui. Por ser uma graduação integral, ficamos o dia todo. Tem aqueles colega de maior apego e aqueles que não, mesmo assim por todo eles se tem muita consideração”, contou. 


Já no início do curso, os acadêmicos são inseridos nas unidades de saúde locais, onde acontece o primeiro contato com a atenção básica em saúde. No campus, temos a Clínicas Integradas, que possibilita o aprofundamento no ensino em diferentes especialidades médicas, com aulas práticas sempre sob a supervisão de professores. 


Na formação do graduado em Medicina, inclui o Estágio Curricular Obrigatório Teórico Prático, com supervisão e, em regime de internato. O Curso mantém convênio com 03 hospitais para realização destes estágios: Hospital São José, oferece 264 leitos SUS, Hospital São Donato, oferece 81 leitos SUS e Hospital Materno Infantil Santa Catarina, oferece 79 leitos SUS.

7 visualizações0 comentário