• Sintonia

Criadores do movimento Janeiro Branco realizam palestra na UEG

O quanto você cuida e se preocupa com a sua saúde mental? De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, 11 milhões de brasileiros sofrem de depressão e 18 milhões têm distúrbios ligados à ansiedade.


Por Núbia Rodrigues | Comunicação Setorial | UEG

Fonte Portal UEG



Os problemas de saúde mental têm se tornado cada vez mais comuns e o preconceito ainda existente com relação aos tratamentos pioram ainda mais a situação. Para conscientizar a população a respeito da importância de se cuidar da mente, foi criado em 2014 o movimento Janeiro Branco.


Neste ano, dentro das iniciativas da campanha, a Unidade Universitária (UnU) de Itumbiara, da Universidade Estadual de Goiás (UEG), promoverá a palestra "Janeiro Branco e o pacto pela saúde mental". Ministram o evento, os fundadores nacionais do Janeiro Branco, psicólogos Leonardo Abrahão e Valéria Ribeiro.


A palestra, que ocorrerá de forma online via plataforma Google Meet, é aberta ao público em geral. Não é necessário realizar inscrição. O evento terá início às 18h30 da sexta-feira, 22 de janeiro.


Participe do evento clicando AQUI.


De acordo com a organizadora do evento e coordenadora setorial do curso de Farmácia da UnU de Itumbiara, professora Michelle Quintino, estamos vivendo um tempo difícil. "A pandemia nos coloca em situações em que o desgaste emocional é inevitável. Estamos estressados, cansados, ansiosos. Em meio a tudo isso, é importante que tenhamos algum cuidado com a nossa saúde mental". Ela explica que o convite aos fundadores da campanha Janeiro Branco foi feito para que possamos entender e aprender com eles formas de nos mantermos mentalmente saudáveis.


Para o coordenador da UnU de Itumbiara, professor Ângelo Cavalcante, Janeiro Branco é oxigênio. "Enfim, alguém teve a 'sacada' de identificar que nós, os seres humanos, somos simples e, tão somente, seres humanos. Tal percepção não é redundância", explica o professor.

Ele relata que, entre outros, são os problemas de família não resolvidos, os dilemas de trabalho, somos nós, com nossas intermináveis questões pessoais."Tudo isso nos toma, nos impacta, nos infelicita e é preciso reagir pela vida, por sua eterna dança, por sua magia de sensações e prazeres. É por isso que o Janeiro Branco é esse vivificante e restaurador oxigênio", completa.


O coordenador ainda explica que todos na UnU de Itumbiara estão sedentos por esse necessário ar e felizes com o evento que "trata da mais candente e central condição para a vida humana: nós somos seres humanos, somos gente".


Janeiro Branco


O Janeiro Branco é uma campanha que tem por objetivo chamar a atenção da humanidade para as questões e necessidades relacionadas à saúde mental e emocional tanto das pessoas quanto das instituições humanas. O movimento se dá no mês de janeiro por ser o primeiro mês do ano, no qual, culturalmente, muitos estão mais propensos a pensarem em suas vidas, em suas relações sociais, em suas condições de existência, em suas emoções e em seus sentidos existenciais.


A ideia é que o movimento leve as pessoas a pensarem neste mês como uma "folha ou uma tela em branco" e se sentirem inspiradas a escreverem ou a reescreverem as suas próprias histórias de vida. De acordo com o Instituto Janeiro Branco, criado pelos fundadores da campanha, esse tipo de movimento gera conscientização, combate tabus, muda paradigmas, orienta os indivíduos e inspira autoridades a respeito de importantes questões relacionadas às vidas de todo mundo.


Dentro da programação da campanha estão palestras, palestras-relâmpago, oficinas, cursos, workshops, entrevistas midiáticas, caminhadas e rodas de conversa. Este ano, devido à pandemia da covid-19, a campanha tem priorizado eventos em espaços abertos ou em meios online.


Palestrantes


Valéria Ribeiro

É vice-presidente do Instituto Janeiro Branco. Psicóloga graduada pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com especialidade em Psicanálise e Saúde Mental pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e em Atendimento Clínico Psicanalítico Infantil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atua como psicóloga clínica infantil e com orientação de pais. É consultora psicoeducacional para escolas e famílias; além de desenvolver nacionalmente a Campanha Janeiro Branco.


Leonardo Abrahão

É presidente do Instituto Janeiro Branco. Leonardo é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), palestrante nas áreas de Saúde Mental e Relações Humanas e professor nas áreas de História e Sociologia. Possui graduação em Direito. É o idealizador da campanha Janeiro Branco e autor do livro "Promoção da vida: cuidando dos indivíduos e mudando as sociedades, todos os suicídios são evitáveis".

2 visualizações0 comentário