DOE SANGUE      SALVE VIDAS      
  • Sintonia

UNILA | COSUEN aprova ensino remoto emergencial

Atualizado: Ago 22

O calendário aprovado, que ainda precisa passar pela avaliação do CONSUN, prevê o início das atividades para 21 de setembro

Fonte Portal UNILA


A Comissão Superior de Ensino (COSUEN) aprovou, nesta sexta-feira (14), as regras para o ensino remoto especial e o calendário das atividades, previstas para ter início no dia 21 de setembro com prazo para conclusão até 23 de dezembro. O calendário proposto pela comissão precisa passar pelo Conselho Universitário (CONSUN), que tem reunião agendada para 28 de agosto.


As aulas presenciais na UNILA estão suspensas desde 17 de março e o ensino remoto emergencial é uma alternativa para minimizar os impactos da pandemia de Covid-19 nas atividades acadêmicas.


De acordo com o documento aprovado, a adesão ao ensino remoto emergencial será facultativa, tanto para professores como para alunos. Os colegiados de cursos serão responsáveis pela organização das disciplinas a serem oferecidas, que deverão ser equivalentes às previstas nos Projeto Pedagógicos dos Cursos, com cronogramas flexibilizados e no formato de módulos.


A resolução também prevê que as atividades poderão ser realizadas em tempo real, no ambiente virtual de aprendizagem, e também off-line. Para garantir o acesso gratuito dos discentes, será utilizado o SIGAA, mas os professores também poderão utilizar ferramentas digitais complementares, desde que todos os estudantes tenham acesso.


Leia o documento na íntegra


As normas foram elaboradas pela Comissão de Acompanhamento e Planejamento de Atividades Acadêmicas (leia mais) e passaram pela relatoria dos professores Maria Alejandra Nicolas e Antonio Machado Felisberto Júnior, e do representante discente Rafael Oliveira Figueiredo.


A proposta de resolução recebeu 50 emendas e o calendário, 8. “Fiquei muito satisfeito, e acredito que todos tenham ficado, com a grande colaboração na forma de emendas. É importante que a gente fomente o hábito de que isso aconteça sempre, não apenas em temas urgentes e polêmicos. O objetivo da representação aqui na COSUEN é que haja colaboração do maior número possível de pessoas”, comentou o pró-reitor de Graduação e presidente da Comissão, Pablo Henrique Nunes.