• Sintonia

Ccar elabora materiais para incentivar prevenção à covid-19 entre a comunidade acadêmica | UnB

Cartazes e adesivos com orientações sobre medidas de biossegurança estão sendo afixados nos campi e disponibilizados on-line

Por Secretaria da Comunicação UnB

Fonte Portal UnB


Cartazes da campanha de prevenção à covid-19 promovida pelo Ccar orienta a comunidade acadêmica sobre as medidas de biossegurança a serem adotadas no cotidiano nos campi. Arte: Secretaria de Comunicação da UnB


O Comitê de Coordenação de Acompanhamento das Ações de Recuperação (Ccar) elaborou uma série de cartazes e adesivos para orientar as pessoas que estão em atividades presenciais nos campi da Universidade de Brasília sobre comportamentos para prevenção à covid-19. Os materiais trazem diretrizes sobre como reduzir os riscos de contaminação, como o uso correto de máscaras, a forma certa de lavar as mãos e fazer a higienização com álcool em gel, etiquetas de tosse e espirro, além de instruções sobre como manter o distanciamento social.

Algumas peças já estão sendo distribuídas em diferentes ambientes da instituição. Cartazes relacionados ao uso de torneiras de pressão e automáticas, por exemplo, serão afixados nos banheiros e próximos aos bebedouros; já aqueles com orientações quanto ao uso de álcool em gel estarão ao lado de totens com dispensadores do produto espalhados em diferentes pontos.

Além disso, os materiais estão sendo divulgados on-line, via e-mail institucional e WhatsApp, para familiarizar estudantes, docentes e técnicos com os cuidados a serem tomados em tempos de pandemia. O objetivo é fazer com que a comunidade acadêmica possa entender desde já os protocolos de biossegurança que serão adotados pela Universidade quando for possível realizar a retomada gradual das aulas presenciais nos campi, bem como incentivar que sigam as novas condutas no ambiente acadêmico. Os cartazes também serão disponibilizados no repositório Covid-19: UnB em Ação.

"As peças de comunicação objetivam contribuir para diminuir a disseminação da covid-19. Estão organizadas em cartazes de orientação geral, e os adesivos contêm orientações específicas para nortear a utilização de equipamentos de uso comum e quanto ao comportamento adequado nos ambientes fechados e abertos da Universidade", explica o secretário de Comunicação da UnB e presidente do Subcomitê de Comunicação do Ccar, Paulo Schnor.

Segundo ele, manter o distanciamento entre as pessoas, utilizar a máscara corretamente e observar as orientações de utilização de equipamentos e espaços comuns são orientações fundamentais que precisam ser incorporadas pela comunidade acadêmica no dia a dia, tendo em vista a futura volta à rotina nos campi. "Os materiais indicam um novo comportamento que precisará ser assimilado por todos, a fim de termos uma convivência mais segura", completa.


Dicas sobre uso de máscaras de tecido estão em um dos cartazes elaborados. Arte: Secretaria de Comunicação da UnB


CONCEITO – O coordenador de Design da Secom, Marcelo Jatobá, esteve à frente da elaboração da identidade visual dos materiais. Ele detalha que, após uma pesquisa feita pelo Ccar sobre possíveis estratégias para a retomada das atividades, os cartazes e adesivos começaram a ser desenvolvidos. Foi pensada, então, uma linguagem didática e visual que desse suporte aos textos.

"As mensagens têm um cunho de repassar medidas profiláticas para que a gente evite a contaminação e o espalhamento do vírus, como a abordagem em uma situação em que o bebedouro e as torneiras serão utilizadas; a forma correta de lavar as mãos; como deve-se utilizar os totens de álcool em gel, o aferidor de temperatura, o tapete sanitizante, o controle do ar condicionado; como efetuar a higienização das mãos no manuseio de alguns equipamentos, como projetores. A série de peças foi ilustrada nesse sentido, para deixar claras todas essas orientações", especifica.

O programador visual explica que a ideia é que as imagens ilustrem as situações cotidianas que representam as medidas preventivas e orientações sobre a covid-19, de forma a reforçar e facilitar a interpretação das mensagens expressas textualmente. "Para isso, utilizamos elementos, traços e cores a partir de conceitos objetivos e formas simplificadas, sem deixar de lado a linha gráfica que já é comumente utilizada em nossas peças institucionais, composta de uma paleta de cores e tipografia já existentes", informa.

Além da predominância de cores padrão da UnB – azul, verde e branco –, as peças contam com a assinatura da campanha institucional A UnB quem faz é a gente, que busca reconhecer, valorizar e fortalecer a atuação coletiva, bem como orientar toda a comunidade acadêmica em relação aos desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus.

O secretário de Comunicação, Paulo Schnor, destaca a importância de ações como essa para reduzir os riscos de propagação do novo coronavírus na Universidade. "A pandemia trouxe a necessidade de reorientar a etiqueta e os protocolos de convivência, de forma a contribuir com a segurança em saúde para as pessoas. Ações como essa ajudam a sensibilizar e mobilizar a comunidade a adotar uma nova atitude, que precisa ser incorporada ao cotidiano", aponta o gestor.

0 visualização0 comentário